Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 12 de setembro de 2009

Aterosclerose (em construção)

Conceito
Aterosclerose é uma doença inflamatória crônica que atinge a parede das artérias, causando obstrução parcial e/ou total da luz do vaso levando á uma diminuição do fluxo sanguíneo na região atingida. A obstrução do vaso se dá pelo desenvolvimento de placas ateromatosas ou ateroma na camada íntima de uma artéria, essas placas se desenvolvem a partir de resposta inflamatória a infiltrados sanguíneos na parede vascular (lipídios).

Principais Complicações
A formação das placas ateromatosas além de obstruir a luz do vaso causam também o enfraquecimento da túnica média e possível formação de aneurisma. Essas placas com importância clínica se desenvolvem principalmente nas artérias coronarianas (podendo causar infarto no miocárdio), nas carótidas internas (o que pode causar acidente vascular encefálico AVE) e na irrigação dos membros inferiores atingem a artéria poplítea (o que leva a um quadro isquêmico que evolui para a formação de ulcerações nas extremidades distais dessa região conhecida como necrose gangrenosa).

Morfologia
As placas ateromatosas variam entre 0,3 a 1,5 cm de tamanho mas podem se fundir formando maças maiores, se desenvolvem com a elevação de um setor da circunferência do vaso e é ricamente constituída de lipídios.

Constituição Histológica
Se observarmos um corte histológico de um ateroma podemos encontrar uma área de necrose central repousando sobre a túnica média da artéria contendo resto de células mortas, uma massa grande de lipídios principalmente colesterol e ésteres de colesterol, células espumosas, fibrina, depósitos de hidróxiapatita formando calcificações e algumas proteínas plasmáticas, esse núcleo necrótico esta subjacente a uma cápsula fibrosa composta principalmente de grande concentrado de matriz extra celular MEC (colágeno, fibrina e proteoglicanos), células musculares lisas CML, linfócitos T, células espumosas e a presença de microcirculação que se desenvolvem nas extremidades da placas (angiogênese).

Fatores de risco
São variados os fatores que podem desencadear a formação de um ateroma, entre muitos podemos citar hipertensão, diabetes mellitus, hipercolesterolemia e o tabagismo. A idade e sexo também são fatores importantes, essas placas acometem principalmente homens e as evidências clínicas da doença surgem geralmente entre os 40 e 60 anos de idade.
By Thiago Ribeiro

Um comentário:

  1. Muito bom Thiago. A construção e lógica do texto está excelente. Parabéns.

    ResponderExcluir